Com meus olhos lacrimejados, enxerguei melhor do que com meus olhos secos

Esta semana li um livro que em uma tradução livre se chama Lamento por um filho. Este livro são escritos feito por um pai que perdeu seu filho de 25 anos em im acidente atentar escalar uma montanha na Suíça. Entre tantas frases e relatos que me fizeram refletir, creio que esta frase que dá título a este estudo foi a que mais me fez refletir sobre o sofrimento e sua dinâmica, especialmente em caráter familiar.

Como lidamos com o sofrimento em família? De uma forma geral, sempre tratamos o sofrimento como sendo uma coisa ruim. Uma doença, uma morte, um desemprego, uma depressão. Sempre que isso acontece o que ouvimos e nosso desejo é quase que imediato para a remoção deste sofrimento. Não queremos passar por esta dor, por quê sofrer tanto assim? Não vemos utilidade nela, apenas sofrimento.

Mas olhe por um outro lado. Quando você vai levar seu filho para tomar uma vacina por exemplo. Você o leva mesmo sabendo que vai doer, que aquela injeção ali dada, por mais sofrimento que possa ser para seu filho, vai evitar ainda mais sofrimento lá na frente. Você automaticamente entende que existem sofrimentos que servem para nos mostrar a perspectiva do certo, como uma correção no filho também. Aquele choro, fruto da dor, reflete que ele esta sentindo a dor de seu pecado e que é para seu próprio bem.

Por quê é tão difícil para nós lidarmos então com o sofrimento? De entender que Deus está realmente no controle de toda a situação, mais que isso, que ele mandou o filho dele para “tomar a vacina” no nosso lugar, para sofrer, morrer pelos nossas enfermidades e sofrimentos, para nos livrar do sofrimento eterno do pecado. Deus não é insensível ao sofrimento, pelo contrário, em Cristo, ele sabe muito bem o que é isso. Nós é que talvez, precisamos ter os nossos olhos com lágrimas para entender isso melhor.     Que Cristo sofre por nós e conosco, nos dando assim ainda mais força para agüentarmos as dificuldades do nosso dia a dia.

Se o momento de sua vida é de dor, sofra, pés pareça ainda mais com o nosso Salvador, se o momento da sua vida é de paz, louvado seja Deus, mas não se desespere quando o dia de sofrimento chegar, mas veja nas lágrimas a constante graça de Deus na sua vida e de sua família.

Em Cristo,

Pr. Léo

———–
Texto extraído do e-mail semanal “E a família? Como vai?” do dia 30/8/12
Anúncios

Sobre Ovelha

Visite: 1) http://facebook.com/ipjoquei 2) http://ipjoquei.4shared.com 3) http://facebook.com/umpjoquei 4) http://youtube.com/umpjoquei 5) http://www.ipjoquei.com.br
Esse post foi publicado em E a Família? Como Vai?, Pr. Leonardo, Textos, Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s