Parece que foi ontem

Hoje meu filho completa 4 anos. 4 anos! Parece que foi ontem que sai feito um desesperado de casa dizendo que meu filho ia nascer, procurando um seminarista para dar estudo no meu lugar. Quando entrei na sala de cirurgia e só filmei a cabeça de minha esposa pois não consigo ver cirurgia. Parece que foi ontem, que o segurei no colo, pela primeira vez que segurei uma criança pequena, pois sempre falei que só seguraria o meu, pois se derrubasse, seria o meu.

Parece que foi ontem, a primeira vez em que ele ficou de pé, falou papai, mamãe. Parece que foi ontem, que ele andou e “fugiu” de casa até a garagem explorando o mundo. Parece que foi ontem que ele aprendeu a descer do berço só e nos deu um baita susto na sala. Parece que foi ontem, que ele fantasiado de Batman, comemorou seu primeiro aninho, parece que foi ontem, que deixamos ele na escola, e ele virou, e disse “Tchau mamãe” e nunca chorou um dia para permanecer na escola (quem chorou foi a Anne). Parece que foi ontem, que passamos a noite acordados com uma febre incessante e colocando uma toalha gelada nele. Parece que foi ontem…

Acredito que todas estas histórias são comuns ou parecidas a todos os pais, de olhar seus filhos já grandes e se lembrar de tudo isso e muito mais, um sentimento, uma nostalgia boa, algo que nos traz lembranças de 4,9,30 anos atrás, mas que parece que foram ontem.

Este mesmo raciocínio que aplico a meu filho, preciso aplicar ao Filho de Deus. Tudo o que Cristo fez por mim, precisa ser conservado fresco na minha cabeça, como se tivesse sido ontem. Para guardar o meu coração não pecar contra Ele, e para que eu possa no futuro, talvez olhar como meus pais, como alguns pais que lêem este texto e falar: “Parece que foi ontem, que vi meu filho entregando a vida ao único Salvador.”

Para que o amanhã de nossos filhos seja lindo, como ontem, precisamos guardar hoje o que Cristo fez por nós. Nos lembrar, viver, adora e passar isso aos nosso filhos, para que eles cresçam seguindo o modelo do Senhor Jesus.

Permita-me o espaço não para parabenizar simplesmente meu filho, mas para desejar a ele e a todos nós que o maior presente seja sempre Cristo. Um presente dado de Deus para nossas vidas, que não negou o próprio filho, quanto mais negar qualquer outra coisa? Obrigado Senhor Deus, por tamanho presente, maior que meu filho ou qualquer coisa que tenha, obrigado por nos ter dado Jesus.

Em Cristo, o filho amado de Deus,

Pr. Léo

———————-

Texto Extraído do e-mail semanal “E a família? Como vai?” do dia 05/10/2012.

Anúncios

Sobre Ovelha

Visite: 1) http://facebook.com/ipjoquei 2) http://ipjoquei.4shared.com 3) http://facebook.com/umpjoquei 4) http://youtube.com/umpjoquei 5) http://www.ipjoquei.com.br
Esse post foi publicado em Pr. Leonardo, Textos, Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s